Cultura

ARTIGO: A minha paz vou dou

ARTIGO: A minha paz vou dou...

Leituras:

At 15,1-2.22-29

Sl 66

Ap 21,10-14.22-23

Jo 14,23-29

 

O evangelho proclamado na liturgia do VI Domingo da Páscoa é a continuidade do evangelho do domingo anterior, quando havíamos escutado Jesus dizendo: “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros” (Jo 13,34). Agora, na sequência do discurso de despedida que Jesus faz às vésperas de sua entrega, suas palavras reforçam: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra” (Jo 14,23-29). A comunhão de amor que há entre Jesus e o Pai pode também ser vivenciada por nós, quando nos abrimos a também vivenciarmos este amor em nossas vidas.

 

Para participarmos desta realidade, um auxílio é necessário: o Espírito Santo, o Defensor, que o Pai envia sobre os discípulos de seu Filho. É Ele quem cria comunhão entre nós e o Pai e o Filho, e nos torna empenhados em fazermos também a sua obra: o amor. É esta a experiência pascal, que renova verdadeiramente a vida dos discípulos de Cristo: salvos pelo amor, nos tornarmos instrumento deste amor ao mundo.

 

Um fruto imediato desta ação do Espírito na vida do crente é a paz: “Deixo-vos a paz” (Jo 14,27). Não se trata aqui da paz mundana, ou o pacifismo – como ausência de atritos e tribulações. A paz que Jesus nos comunica através de seu Espírito é um sentimento interior de estar na presença de Deus, ainda que o mundo ao meu redor pareça desmoronar. É também uma paz inquieta, que busca o bem dos homens e a comunhão da Igreja, no crescimento mútuo de seus membros. Neste tempo em que estamos vivendo, como Igreja, a experiência do Sínodo “Por uma Igreja sinodal”, faz bem que nos abramos à ação do Espírito que nos desinstala e envia ao encontro de outras perspectivas, com as quais precisamos dialogar.

 

Próximos como estamos da solenidade de Pentecostes, peçamos que desça sobre nós o Espírito Defensor, conduzindo a cada um e a toda a humanidade por caminhos de encontro com o amor de Cristo, que se traduz em amor e anúncio de paz ao mundo: “Que na terra se conheça o seu caminho e a sua salvação por entre os povos” (Sl 66,3).

 

José Mário Santana Barbosa

Seminarista

DÊ A SUA OPINIÃO

As opiniões publicadas são de responsabilidade dos usuários e não representam necessariamente a opinião do ViaRealOnline.

3 Mensagem(s)

  1. Rosângela Maria da Silva
    Bom dia! Parabéns pela matéria! Certamente me ajudou muito na minha reflexão para as celebrações deste final de semana Que DEUS continue te abençoando e o Espírito Santo te ilumine sempre cada vez mais! 🙏🏽 Abraço fraterno!
  2. Ana Lucia Monteiro Oliveira
    José Mário, parabéns. Fico emocionada como você consegue tocar o nosso coração com sua mensagem tão profunda! Deus o abençoe e que o Espírito Santo o ilumine..Meu carinhoso abraço.
  3. Marcela Zaidan
    José Mário vc traduziu em palavras o que um coração transbordante do amor de Deus sente: a própria paz! Deus o abençoe sempre

Comente: